terça-feira, 24 de maio de 2011

COM OS DIAS CONTADOS

A exemplo de outros países que seguem o mesmo caminho, até o ano de 2016 o Brasil terá banido do mercado as lâmpadas incandescentes.

A medida do Governo Federal para reduzir o consumo de energia no país deve elevar a demanda pelos modelos fluorescentes compactos. Mas, apesar da significativa economia de energia, as lâmpadas mais eficientes ainda carecem de fabricantes nacionais - hoje, 100% do produto vendido por aqui é fruto de importação, principalmente da China, e de empresas cacapcitadas para fazer a reciclagem adequada dos materiais.
 

Nenhum comentário: