sexta-feira, 29 de agosto de 2014

FAÇA VOCÊ MESMO - CONSERTO DE PAREDE

   Quando tiver um espaço para restaurar em casa, certifique-se se é realmente necessário contratar um profissional para tal serviço. Às vezes você mesmo(a) pode realizar o conserto, diminuindo os custos e concretizando os trabalhos nos horários que for conveniente.
   A minha proposta foi a seguinte, arregacei as mangas e coloquei as mãos na massa. Agora vou relatar o passo-a-passo de tudo para que possam, vocês mesmos, realizar um trabalho aí no espaço de vocês.
  
  1º Passo: Com uma espátula raspe as imperfeições da parede e arranque as lascas que estão caindo.
                  Com uma lixa mais grossa passar sobre o local, retirando por completo todas as imperfeições e acertando a parede;
                  Caso a tinta de sua parede seja colorida, reserve um pedaço de lasca da mesma(como a foto abaixo) para assim poder levá-la até uma loja de tinta. Embrulhe cuidadosamente este pedaço e, na loja apresente-a ao vendedor, ele irá analisar o pedaço comparando a uma cartela de cores, assim conseguirá obter a mesma cor da parede.
                  Outro detalhe importante é a quantidade de tinta que irá utilizar, pois se irá pintar apenas a parece a ser restaurada, não é necessário comprar uma quantidade muito grande de tinta. Na parede em questão utilizei um pequeno galão de 3,6L e ainda sobrou um pouco de tinta,  para uma medida de 4,00L x 2,60h.
 
 
 
 
 
       2º Passo: Após a área estar bem lixada, passe um pano seco e limpo para retirar o excesso de pó.   Com uma espátula passe cuidadosamente a massa corrida sobre a área preparada anteriormente, tente deixar o mais liso possível facilitando assim o preparo para a próxima etapa.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
   3º Passo: Após passar a massa no espaço específico, deve-se aguardar no mínimo 24h para iniciar o processo de lixar novamente.
                 
 
 
4º Passo: Passado o período informado no passo anterior e confirmado que a massa se encontra realmente seca, inicia novamente o processo de lixar. Começando com uma lixa mais grossa e passando para uma mais fina.
 
 

 
 
 
 
5º Passo: Neste próximo passo iniciaremos a pintura da parede, que já se encontra preparada.
      Importante é isolar as áreas que não forem ser pintadas como rodapés, janelas, sancas, tomadas, apagadores e outros.
     Siga as instruções que vem na lateral da lata de tinta. Normalmente as tintas que são preparadas, ou seja, que as cores são feitas no momento da compra, podem ser usadas da maneira que vem, sem necessidade de serem diluídas.
     Cuidado com o desperdício de material, ao usar o rolo de pintura, retire o excesso de tinta para que a mesma não escorra e também não suje todo o local.
 
 

 
 
 
 
 
     A partir do momento que for pintando (na 1º demão) você já irá percebendo a diferença. A cobertura de tudo mesmo, só irá ocorrer na segunda demão. A pintura ficará perfeita.
 
 
 
6º Passo: Depois da parede seca é só retirar as fitas crepes, verificar se há algum detalhe para arremate e pronto. Limpeza e móveis no lugar.
 
 
 
 
 
 

segunda-feira, 28 de julho de 2014

LADRILHO HIDRÁULICO

   Com o retorno do seu uso em diversos ambientes, ele continua sendo fabricado artesanalmente e de vento em polpa.
   As novidades são as estampas exclusivas, criadas por artistas, arquitetos e designers.
   Antes, instalado apenas em casarões antigos, hoje os trabalhados são diversos, cobrindo apenas partes ou toda a parede, mesclando com outras peças, trabalhos em peças de madeira, aço, enfim integrando ambientes tornando-os conteporâneos.
   O ladrilho hidráulico é um clássico, tem o concreto como matéria prima, sendo muito resistente. Sua vida útil pode chegar a 80 anos ou mais. "Chama-se hidráulico porque a peça precisa ser curada em água. Ou seja, depois de pronta, fica de molho  num tanque para eliminar as imperfeições".
   Hoje em dia é possível personalizar os ladrilhos, podendo através de um profissional buscar a ilustração adequada.
  Os preços irão variar de acordo com a complexidade do desenho.
  Os cuidados que se deve ter são basicamente na instalação e limpeza. Um contrapiso bem assentado e uma camada de resina. Para limpeza pano úmido bem torcido e outro seco. 
 





 

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

FONTES DE LUZ

    A iluminação através de pendentes, luminárias de pé, arandelas, abajus e outros são as mais diversas formas de tornar um charme um projeto de decoração. Além é claro, de dar a função própria à cada iluminação e cada lugar.
    O profissional que fará o projeto luminitácnico, deve auxiliar através deste o o posicionamento das lâmpadas e na escolha das mesmas de forma que os ambientes tenham uma iluminação adequada, confortável, gerando um efeito apropriado a cada espaço proposto.
 
    A iluminação natural deve ser aproveitada ao seu extremo e em todos os ambientes, seja na residência, no ambiente comercial, consultórios, enfim, utilizado recursos como cortinas de tecidos mais leves e suaves. Com todos as escassez de recursos naturais hoje no mundo, devemos aproveitar tudo o que a natureza nos oferece nem acredi-la.

 

 
    A automação é um recurso excelente para simplificar o uso da iluminação, mas o sistema deve ser instalado antes do rebaixo do gesso e é necessário reforçar o sistema elétrico.