sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

ESTILO PROVENÇAL



      Com origem na região de Provença, no sul da França, este estilo marcado por cores suaves e rusticidades nos traços, surgiu a partir de uma curiosa história. Entre os séculos XVI e XVII, o povo dessa região, que não tinha condições de adquirir os móveis luxuosos e caros como os da realeza da época, criou uma solução criativa para ter uma decoração semelhante à da sociedade francesa.








       Os marceneiros e artesãos usavam materiais inferiores para tentar “copiar” o design dos móveis. Para disfarçar as imperfeições da matéria-prima aplicavam nas peças misturas à base de gesso e cola chamadas de gessocré, que com o tempo davam um aspecto de madeira envelhecida, o que tornava as peças mais charmosas e delicadas. Com o tempo essa técnica foi se propagando e ganhando características de mobiliário elegante e sofisticado, e acabou virando moda.








      Essa região ensolarada composta por pequenos vilarejos que está localiza entre as montanhas e o mar também é conhecida por seus extensos campos de lavanda e girassóis mas sobretudo por preservar ainda hoje as características da vida campestre de um passado longínquo.  A lavanda é um dos elementos mais marcantes também desta composição, que conferem belíssimas paisagens ao local e atraem turistas do mundo inteiro.

       Porém acho que acaba ocorrendo uma certa confusão, pois as pessoas tem a ideia de que o neste estilo há um predomínio do romântico acima de tudo…bem…posso estar redondamente enganada, pois não sou expert no assunto, mas se fizermos uma pesquisa um pouco mais a fundo sobre a região e a arquitetura do lugar veremos que não é bem assim…os ambientes tem uma mistura mais rústica do que romântica.












       Estamos falando de uma decoração que nos remete ao estilo de vida rural dos franceses, com casas rústicas de pedra entre os campos de lavanda. Mesmo o interior das casas apresentam as paredes de pedra, com vigas de madeira aparecendo.

Ao contrário do que tenta ser passado pelas lojas de decoração, talvez o branco não seja a cor predominante, mas sim diversos tons de amarelo, verde, madeiras mais escuras e artefatos em ferro, podendo contrastar com objetos mais delicados de porcelana. Os móveis podem manter o acabamento torneado típico francês, mas isso se mistura com uma atmosfera mais rústica do que se imagina.

       Outro erro é a idéia de que o mobiliário é feito apenas para quarto de bebê, o que não ocorre de fato, pois podemos conferir inúmeros mobiliários e demais objetos decorativos, feitos na linha provençal.
 
 
 
 


 

 


Nenhum comentário: