segunda-feira, 10 de agosto de 2015

OBJETOS DE FAMÍLIA NA DECORAÇÃO

       Como estamos falando algum tempo em reciclar, reutilizar, etc. Vou falar hoje em Objetos de Família na Decoração, afinal todos nós temos algo que herdamos ou ganhamos, de algum familiar e acabamos utilizando na nossa casa.
A Balança que virou cachepô

A TV antiga que virou casinha de cachorro

A bicicleta virou bancada para o lavabo

 As malas viraram mesas de centro e canto


        Qualquer objeto de design ou com uma história para contar pode ficar em destaque e ganhar um charme todo especial na decoração do seu espaço, seja ele residencial ou comercial, Máquinas fotográficas, caixinhas de chá,  e tantas outras coisas que às vezes deixamos esquecidas dentro de caixas e gavetas, quando expostas tornam o ambiente mais pessoal e mais “nosso”.

O tacho de cobre virou pia
 
As malas viraram uma espécie de gaveteiros
 
       Se você tem uma peça de família que não usa ou está cansada da utilização da mesma, use a criatividade, pense um pouco e veja uma nova atividade  para a mesma. Com um pouco de bom senso você pode dar uma nova função para seu objeto, tornando-o mais dinâmico e moderno dentro do seu ambiente.
As peças de metal viraram cachepô
 
Os bules adornos

terça-feira, 28 de julho de 2015

TÉCNICAS DE DOBRAR GUARDANAPOS

       Detalhes pequenos que fazem uma grande diferença na mesa e dão um ar de carinho. Com guardanapos de papel ou de tecidos que tenham em casa, técnicas de dobraduras, darão um charme no café da manhã, almoço ou jantar.
       Veja algumas dicas:








 
 
       Estas três técnicas anteriores foram retiradas da revista Casa Cláudia Mês de Fevereiro de 2015, onde com o passo a passo, não precisa de muita explicação. Três idéias belas, formando três mesas incríveis.
 

sexta-feira, 17 de julho de 2015

FAÇA VOCÊ MESMO 2 - RECICLANDO SEU ELETRODOMÉSTICO

       Vivemos dois momentos que nos levam a refletir sobre o porquê de se reciclar, reutilizar e reduzir as coisas (Os 3 Rs da Sustentalidade). Uma é a constante preocupação com o nosso planeta, e a outra é a crise econômica na qual o país está enfrentando.
       Hoje a dica é, além de consertar uma peça quebrada que já não tem reposição no mercado, dar vida e criatividade ao que você já tem.
       Um fogão com pouco tempo de uso, com o puxador do forno quebrado.

 
 - Vamos precisar de uma cola de alta resistência à umidade, extra forte e instantânea para pequenos reparos;
-Tesoura;
-Estilete
-Adesivo de parede à sua escolha
 
 
       Primeiramente, cole a peça do puxador com a cola de alta resistência deixando a peça firme. Não se preocupe se irá aparecer um pouco da mesma, o adesivo irá cobrir as imperfeições.
       Será necessário paciência para recortar os pedaços dos adesivos e colá-los com cuidado. Se quiser soltar, passe um pouco da mesma cola por trás, com cuidado para não escorrer e não grudar nos dedos. Vá colando devar e finalizando os cortes dos acabamentos com estile.
 

 
Se quiser dar um toque personalizado, pode soltar a criatividade.

 
Aí está o resultado final. Um puxador firme novamente e com um detalhe a mais.
 

quarta-feira, 1 de julho de 2015

RECICLAR DECORANDO

        A idéia de se reciclar hoje está na moda, mas é claro que temos que ter bom senso, principalmente quando se trata de decorar um ambiente. Não é porque estamos em um momento que se pede um cuidado maior com a natureza, que vamos tornar nossa casa, escritório, loja, área de lazer, enfim, os espaços, um local desagradável devido ao excesso de materiais descartados ou objetos antigos ou ainda criar peças que nadam combinem com o local.
        Com criatividade e um pouco de tempo, devemos observar o que realmente pode ser reutilizado, restaurado ou criado (a partir de peças ou objetos descartados). 
 





        A palavra reciclagem, que na verdade quer dizer mudança ou tratamento para reutilização, muitas vezes é confundida apenas como algo velho ou que vem do lixo, mas não é bem assim. Podemos reciclar um produto que acabamos de adquirir. Se não gostamos do jeito que ele veio, podemos transformá-lo em outra peça. Um exemplo seria um presente no qual não se adequou ao espaço, podendo este ser transformando, ou seja, reciclado atendendo a necessidade do local.






        Um cuidado que devemos ter é de, não gastar mais reciclando do que comprando uma peça nova, pois assim estaremos comprando mais produtos, para gerar um novo a partir de um que já existe você estará na verdade, usando mais coisas e gastando mais. Verifique se realmente vale à pena reciclar tal peça. Sabemos que o descarte é péssimo para o meio ambiente, mas produzir ainda mais, não é a alternativa ideal.




terça-feira, 19 de maio de 2015

ESCOLHA O TRAVESSEIRO IDEAL

     Isso mesmo, vamos falar de travesseiros.
     Escolha um que seja ideal para você, principalmente nestes dias mais frios, onde ficamos mais tempo na cama, mesmo nos finais de semana, curtindo um filminho.
     As horas de descanso, na vida agitada de hoje, são muito preciosas para qualquer pessoa. Não vale a pena perder o sono por causa de um travesseiro inadequado. "A seleção do modelo é algo muito individual e não podemos falar que exista um só tipo correto. O mesmo ocorre com a posição com a qual você costuma dormir. Mudar esse hábito é muito difícil. "Travesseiro bom é aquele que faz com que a pessoa acorde disposta e sem dor, evitando tensões nas regiões cervical e lombar". Na loja, ao escolher, procure sentir o materialdo recheio e veja se a forma como ele se amolda ao pescoço e sustenta a cabeça é agradável - se der para fazer o teste deitado numa cama, melhor ainda. "Em qualquer posição de sono, procure alinhar a coluna vertebral, evitando rotações e trações para não sobrecarregar nenhuma articulação".
 
Formatos e funções:
 
O mais tradicional

De corpo, indicado para alinhar a coluna e evitar o atrito entre os joelhos e tornozelos. Ideal para quem dorme de lado.

Antirrefluxo, essencial para quem respira mal durante o sono ou sofre com refluxo, levemente inclinada.

Com altura regulável, tem três camadas internas que propiciam alturas diferentes.
 
 
O tecido da capa também precisa de atenção
 
     Assim como o recheio, ele influi na qualidade e no conforto da travesseiro e precisa ser leve, respirável e antialérgico. Além disso, é recomendável que contenha proteção contra ácaros, fungos e bactérias - tudo isso vem explicado na etiqueta. No mercado, grande parte das capas é de puro algodão, mas existem tecidos feitos de outras fibras, mais tecnológicos. Entre eles, o tecdry e o tencel fazem o suor evaporar rapidamente, e o ecopet, proveniente da reciclagem de garrafas plásticas, também não retém a umidade do corpo. Dica: se a capa está manchada e amarelada, é hor de trocar o travesseiro.
 
Recheios disponíveis no mercado
 
- Látex
- Fibra de Poliéster
- Pluma Sintética
- Fibra de PET
- Penas e plumas de ganso
- Fibra siliconizada
- Viscoelástico
- Memogel
 
 
 

segunda-feira, 23 de março de 2015

A RIQUEZA DAS TRAMAS DO BRASIL

     O Brasil é um país muito rico em materiais, e isso facilita bastante no momento da decoração.
     São fartos os produtos feitos com as riquezas encontrada aqui, e as tramas mostram isso.
     Antigos hábitos de tecer fios, desde os nossos antepassados, ainda são utilizados. Não apenas pela praticidade, mas também pelo encanto que causam.
     Os elementos são diversos: capim-dourado, utilizado para confecção de bijuterias, também é utilizado para materiais decorativos como, jarros, vasos, suplas, jogo americano, porta guardanapos.

    A corda é utilizada para inúmeros fins, na decoração também.




     A palha utilizada para cestos e outros materiais, também pode ser utilizada nos móveis, cortinas.




     O tear também é muito utilizado na decoração, traz um ar de aconchego.



     Enfim, as tramas sempre foram usadas na decorações nos mais diversos ambientes, seja em peças maiores ou em pequenos adornos. Com bom gosto e proporções adequadas é possível utilizar belíssimos materiais em seus espaços, explorando o que há de melhor em nosso país.